CCMS

Exposições em Brasília


Última modificação: 15/02/2019 | 11h39
Túnel do MInistério da Saúde com uma exposição sobre a saúde indígena

O túnel de acesso do edifício sede do MS ao edifício anexo possui 160 metros lineares (80m de cada lado) e apresenta um fluxo de, em média, 1.000 passantes por dia. É um espaço de extrema visibilidade, importante para proporcionar aos servidores e visitantes do Ministério da Saúde informações técnicas, confiáveis, de forma atraente e convidativa.

A Subsecretaria de Assuntos Administrativos (SAA/SE), que gerencia o espaço, o coloca à disposição das áreas técnicas do MS para que realizem exposições divulgando seus programas e políticas.

Por sua vez, a Coordenação-Geral de Documentação e Informação (CGDI), por meio do Centro Cultural do Ministério da Saúde (CCMS), é a unidade que possui a competência regimental para criação de mostras e exposições.

Junto com as áreas demandantes e com outras unidades com as quais haja a necessidade de interlocução, o CCMS pode desenvolver todos os procedimentos relativos à criação da exposição propriamente dita – layout, diagramação, escolha da paleta de cores, adequação da linguagem etc. Além disso, define com o demandante o que melhor retratar o projeto.

O ideal é que cada exposição seja exibida por três a quatro meses. Isso otimiza o tempo de permanência de cada mostra, além de permitir um intervalo de tempo suficiente para a construção do projeto seguinte.

Passo a passo para a produção de exposições:

 

  1. A área demandante envia um memorando à SAA/SE manifestando a intenção de realizar a mostra/exposição e solicita o apoio técnico da CGDI para sua realização, anexando um projeto básico, com as seguintes informações:
    - proposta de título;
    - profissionais responsáveis pela curadoria do material;
    - objetivo;
    - justificativa;
    - informar o programa ou política pública da área que dá base para exposição, de acordo com as prioridades do governo e interesse da população.
     
  2. A SAA encaminha o memorando à CGDI solicitando análise da proposta de exposição.
     
  3. A CGDI agenda a primeira reunião com a área demandante e demais unidades que sejam necessárias, com vistas à elaboração do cronograma de trabalho e do Termo de Referência (TR) para contratação de empresa especializada na produção e montagem da exposição, além de revisar, junto ao CCMS, os critérios para exposição (ver box).
     
  4. A área demandante encaminha o TR à unidade responsável pela contratação da empresa que executará o projeto.
     
  5. Durante o processo de produção da mostra, a área demandante encaminha ao CCMS: 
    - os textos para revisão técnica (para o túnel, o mínimo de 10 laudas e máximo de 15 laudas); 
    - as imagens de alta resolução (para o túnel, média de 150 a 200 fotografias ou ilustrações, cada imagem com o mínimo de 300 DPI para que alcance o formato ampliado de até 0,90m x 1,40m); 
    - os infográficos atualizados e 
    - demais elementos, contendo as informações sobre os créditos de todos os profissionais participantes da realização, criação, elaborações de suporte na produção e montagem da exposição, bem como as informações das fontes pesquisadas, no prazo estabelecido no cronograma.
     
  6. O CCMS avalia o material encaminhado (resolução das imagens, quantitativo de textos, e elabora o layout da exposição, incluindo diagramação, definição de paleta de cores, identidade visual e demais elementos gráficos, no prazo de 45 dias úteis.
     
  7. O CCMS encaminha o projeto da exposição à área demandante, para avaliação dos ajustes necessários, no prazo de 15 dias úteis. túnel
     
  8. Após finalizados e validados os ajustes, o CCMS devolve o projeto à área demandante para que seja dado o “imprima-se”.
     
  9. Após o recebimento do “imprima-se”, o CCMS providencia o fechamento dos arquivos e envia à empresa responsável pela produção do projeto.
     
  10. O CCMS se responsabiliza, ainda, pelo acompanhamento e supervisão da montagem e desmontagem da exposição.

 

Critérios para justificar uma exposição no Túnel do Ministério da Saúde:

- A área demandante deverá ter o conhecimento da estética e do conteúdo informacional das exposições anteriores do túnel, através do site do CCMS, com o objetivo de utilizar essas exposições como paradigmas para o projeto da futura exposição. É importante observar não só o valor estético e informacional, bem como o desenvolvimento criativo, respeitando a importância das informações que serão apresentadas e o equilíbrio entre as imagens e textos;

- Para garantir este equilíbrio, é importante se atentar ao não uso de alguns instrumentos administrativos no lugar de imagens, como portarias e formulários. O excesso desses materiais descaracteriza uma exposição com valor estético.

 

Importante ressaltar que cada mostra será tratada como um projeto específico, em função de suas características, e que o custeio do projeto é de responsabilidade da área demandante.

Além disso, esse é um processo que exige alguns procedimentos e prazo suficiente para todos os trâmites, o que leva, aproximadamente, 60 dias.

Por isso, o ideal é começar os trabalhos com antecedência para que o projeto seja produzido em tempo hábil.

 

Obs.: Este fluxo foi estabelecido para as exposições realizadas no túnel de acesso do Edifício Sede ao Edifício Anexo do Ministério da Saúde, em Brasília. No entanto, o processo é o mesmo para as exposições realizadas na sede do Centro Cultural do Ministério da Saúde (CCMS), no Rio de Janeiro, bem como em qualquer espaço onde as exposições forem montadas, de acordo com as características de cada local.