O INCA e o Plano Nacional de Combate ao Câncer

Graças aos movimentos de resistência, internos e externos, o INCA é reintegrado ao Ministério da Saúde em 1972, por meio da Lei n.º 5.734, de 16 de novembro de 1971. O Instituto passa a ser subordinado ao Gabinete do Ministro, desligando-se de seu órgão gestor, a Divisão Nacional de Câncer - nova nomenclatura do SNC, instituída por meio do Decreto n.º 66.623/1970.


O esforço para se reestruturar é grande, pois devido aos anos de crise, quase metade da equipe técnica do INCA havia sido transferida. Em 1973, o Governo Federal implanta o Plano Nacional de Combate ao Câncer (PNCC). Efetivado entre 1976 e 1980, o Plano visa à prevenção e ao diagnóstico precoce e universaliza os procedimentos relativos ao controle do câncer no âmbito da Previdência Social.