A incidência de câncer nas tribos indígenas

Nos anos 1950, o processo de modernização do País faz com que o câncer seja identificado como uma doença da urbanização. Logo uma pergunta se coloca. Os grupos populacionais de regiões remotas também seriam afetados pela doença?


Para responder a essa pergunta, o Serviço Nacional de Câncer enviou três expedições ao interior do Brasil (1955, Mato Grosso e Goiás; 1956, Amazonas; e 1957, Pará, Mato Grosso e Goiás) com o objetivo de pesquisar a incidência de câncer nas tribos indígenas.